12 Outubro 2019

As vendas mundiais da SEAT alcançaram um novo recorde. Entre janeiro e setembro, o construtor automóvel entregou 454.800 veículos, mais 9,4% do que em igual período de 2018 (415.600 automóveis). Estes números representam o melhor resultado da história da SEAT, superando largamente o recorde anterior, alcançado entre janeiro e setembro de 2018.

A empresa vendeu 43.200 veículos, registando o melhor mês de setembro da sua história

No último mês, as vendas da SEAT dispararam 36,7% para um total de 43.200 veículos (2018: 31.600). Este crescimento deve-se, em parte, ao efeito da entrada em vigor da normativa WLTP em setembro de 2018, o que provocou um forte crescimento das vendas em julho e agosto desse ano e uma consequente descida em setembro. Os 43.200 automóveis comercializados resultam, além de tudo, no melhor mês de setembro da história da SEAT, superiorizando-se ao valor alcançado em 2017 (39.800).

As entregas da CUPRA* também conheceram um novo impulso, solidificando o crescimento graças ao CUPRA Ateca. Entre janeiro e setembro, a nova marca vendeu 18.700 automóveis, mais 75,1% face ao período homólogo de 2018.

O Vice-presidente de Vendas e Marketing da SEAT e CEO da CUPRA, Wayne Griffiths, sublinhou que “o crescimento de setembro ficou marcado pelas normas WLTP. Continuamos a conquistar quota de mercado e no acumulado do ano estamos perto de conseguir, mais uma vez, um crescimento a dois dígitos. O nosso objetivo consiste em mantermos este ritmo até ao final do ano, alcançando mais um recorde de vendas numa conjuntura cada vez mais incerta”.

SEAT Portugal ocupa 6.ª posição das marcas mais vendidas em novembro

Entre janeiro e setembro, quatro dos nove mercados mais importantes da SEAT alcançaram o maior volume de vendas da sua história. A Alemanha lidera o grupo e, a um trimestre do final do ano, já superou a barreira dos 100.000 automóveis vendidos (104.100; +15,2%). O Reino Unido, o terceiro mercado para a SEAT, cresceu 8,7% com um total de 54.900 veículos. A Áustria ocupa o oitavo lugar com 17.000 unidades entregues (+6,2%) e a Suíça fecha este ranking (9.800; +16,5%).

Espanha continua a ser o segundo maior mercado para a SEAT na venda de veículos (86.600 unidades; +0,9%) e domina a tabela de marcas e de veículos matriculados. Por outro lado, França (27.900; +19,1%) e Itália (20.400; +25,7%) mantêm um forte crescimento, rumando aos seus melhores resultados desde 1996 e 1992, respetivamente.

Os resultados da SEAT também se destacam noutros países como, por exemplo, o México (18.300; +6,8%), Países Baixos (9.000; +32,3%), Portugal (8.700; +10%), Suécia (6.800; +23,2%), Dinamarca (5.800; +52,6%) e Irlanda (4.000; +10,4%). Na Suécia e Dinamarca, a SEAT também alcançou o melhor resultado histórico de vendas entre janeiro e setembro.

SEAT Portugal mantém-se no TOP 10 das marcas mais vendidas

Em Portugal, a SEAT continua a registar bons resultados, face ao recuo generalizado do mercado, totalizando, em setembro, o equivalente de vendas de 54,7%. No que respeita ao valor acumulado entre janeiro e setembro de 2019, a Marca alcançou um aumento de vendas de 10%, num momento em que o mercado registou uma descida de 4,7%, consolidando o seu lugar no TOP 10 das marcas mais vendidas. A SEAT Portugal totaliza assim, no período mencionado, 8.694 viaturas entregues no mercado português (contra 7.905 automóveis em 2018). 

Resultado incluído no total de vendas da SEAT.